domingo, 20 de junho de 2010

EH na Copa | Brasil 3 x 1 Costa do Marfim

Saga "Copúsculo"

Então, honey... o jogo de hoje foi bem melhor, não?! Mais gols, mais músculos, mais bafões... até Kaká deixou de ser santinho! Adooooro!

Tenho assistido aos jogos na casa de um casal de amigos gays, ou seja, é só mulher e gay, e gente, é outra visão de jogo, muuitoo mais divertida! Hoje, por exemplo, notamos que parece que somente o uniforme da seleção Brasileira é largo, todos os outras seleções podemos ver os contornos dos músculos...ou será que nossos jogadores é que são muito magrinhos? O que era aquele jogador da Costa do Marfim, Tiene? Só dava ele cobrando lateral em seu melhor ângulo - de costas - a gente torceu tanto para que eles voltassem no segundo tempo só com os shorts de lycra que usavam por baixo! Porque né? Precisavam animar mais o jogo gente! Já quem errou feio no figurino foi o goleiro da CDM, monocrátimo, acabou sendo apelidado por nós de "Cocozão".

Em breve montarei uma seleção só com os mais gostosos belos da Copa, mas ó, já vou avisando que será difícil incluir um brasileiro, nada contra, mas seria uma puta falta de sacanagem com os lindões dos outros times, que são muitos. Será difícil selecionar.

Enfim, a saga "Copúsculo" continua, mas saímos tarde de casa, e já estava na hora da xepa (só os sem-camisa-boné-e-correntão-prateado empinhados dentro de carros velhos tocando vuvuzelas, ninguém merece), acho que o bar vai ficar para as oitavas de final mesmo honey.

Bjosmisigam.


Copa de casa não faz milagres...

Vocês já assistiram a jogo de Copa do Mundo em uma praia? Eu não tenho certeza se as pessoas deste brasilzão afora, que não moram na região nordeste, entendem o conceito nordestino de assistir a coisas na praia. Não estou falando daquela putaria muvucada esculhambação aglomeração de pessoas gritando loucamente ao ar livre, de onde mal conseguem avistar o telão. Estou falando das barraquinhas de praia, típicas da região nordeste, confortáveis, cobertas, com serviço de restaurante, etc, que tanto encantam quem nos visitam por aqui.


Bonito, né? Mas em dia de jogo, a praia vira um mero adereço, a barraca é um restaurante qualquer e a atração é mesmo o telão e muita cerveja gelada. No caso, muitos telões e muitas cervejas geladas. Assim sendo, somente isso seria perfeito. O problema eram eles, os outros. E quando eu digo "os outros" quero dizer aquelas pessoas que nós nem conhecemos e que passam o jogo inteiro gritando  suas impressões sobre o que se passa no telão, das quais ninguém compartilha interesse, mas todo mundo tem que ouvir calado. Resultado: muita dor de cabeça.

Pior é que, em teoria não devo reclamar muito. Afinal de contas,  ao jogo passado assistimos com a família dele. Esse jogo foi com a minha família. Se meu time escolheu o campo, como reclamar da falta? Entretanto, por mais que eu estivesse cansada do barulho e dos comentários infames da torcida presente, eu estava feliz de torcer ao lado dos meus. Por eles, valia sobreviver aos 90 barulhentos minutos de jogo,e me concentrei fortemente nesse pensamento, me esforçando para chegar ainda com alguma integridade física ao final do jogo.

Mas a verdade maior é que, em determinado momento, mesmo com aquela terrível enxaqueca, mirei por uns instantes o perfil dele, ao meu lado e me peguei pensando: não importa onde, nem como... o que importa é quem. E desejei que fosse ele quem estivesse sempre do meu lado, muito além desses 90 minutos.

4 comentários:

Liv disse...

Que fofo Veras, e tens razão, o que importa é com quem estamos assistindo, e é por isso que estou me divertindo nessa Copa como nunca! Na última, eu trabalhava na televisão, era cheia de mordomias, mas não era tão animado, pois as companhias não eram tão boas. Espero na próxima estar mais bem acompanhada ainda, que nem você!

Então, Honey... disse...

E esse comentários sobre o corpo dos costa-marfineses, hein? hahahahaha

Anônimo disse...

Valeu Veras, Stephenie Meyer...

Karina B. disse...

Do Brasil temos o Júlio César e o Kaká, gracinhas. Atóron. Alemanha sempre brilha os olhos e dizem que Uruguai esse ano tá tudo! Atóóóóóron hahahaha.

Postar um comentário

 
eXTReMe Tracker